CIBERCULTURA – um pequeno estudo

Por Rossana Marinho

Entendendo o conceito de cibercultura como a forma sociocultural que se espelha na relação de trocas entre a sociedade englobando a cultura e as novas tecnologias de base, onde destacamos as comunidades como propulsoras da popularização da internet, por exemplo, além de outras tecnologias.

Podemos dizer que a cibercultura é uma nova maneira de compreender as relações tecnológicas que se estabelecem na sociedade. Ela é um espaço de comunicação, uma migração do mundo real para o imaginário que possibilita aos indivíduos uma gama infinita de criação e recriação do seu próprio espaço social.

images (6)

Desde o final da década de 90, a introdução da tecnologia de informação e comunicação na educação é aceita por sistemas de ensino em todo o mundo como uma etapa do desenvolvimento educacional na história da humanidade. Neste sentido os governos nacionais têm investido maciçamente na compra de equipamentos, softwares e formação docente contínua, à medida que surge recursos tecnológicos inovadores.

Pierre Lévy, um dos mais influentes filósofos da atualidade, que trabalha a questão da cibercultura e da inteligência coletiva; é um otimista das novas tecnologias de comunicação e acredita que a humanidade, pelo fenômeno da popularização da internet caminha para a construção de um novo espaço do saber, no qual todos os seres humanos estarão interligados em tempo real. Para que isto aconteça é necessário que implementemos mudanças urgentes no ensino tradicional, reconfigurando práticas educomunicativas de acordo com o novo cenário sócio técnico atual, frente ao aparecimento de novas formas de comunicação interativa e da quantidade enorme de conteúdos informativos na rede.

A cibercultura também se faz presente na educação por meio de múltiplas linguagens, múltiplos canais de comunicação e em temporalidades distintas. Apesar dos evidentes benefícios para o processo de ensino-aprendizagem, devemos repensara a influência da internet e das novas tecnologias em nossa cultura, conscientes de seus pontos fortes e fracos.

Podemos encontrar exemplos cibercultura cultura em diferentes aspectos dentro da web. As comunidades de aprendizagem seria um deles – os cursos em EAD e e-Learning dos centros de aprendizagem das Universidades a nível mundial, como também o REAs, blogs, wikis etc. As redes sociais que fazem parte do dia-a-dia das pessoas que as utilizam para conhecimento e comunicação. E a arte em forma de música e/ou vídeo onde se faz o download ao invés de se comprar um disco, a divulgação do trabalho e da cultura de uma região é feita instantaneamente e reutilizada por cidadão em locais distintos.

Referências:

http://www.grupoa.com.br

http://www.modle.ufba.br

turma7e20092.bligoo.com

joaquimpel4.blogspot.com.br

Lévy, Pierre. Cibercultura; tradução de Carlos Irineu da Costa – São Paulo. Ed 34, 1999, 264p (Coleção TRANS)

Cibercultura – O que muda na educação, Um Salto para o Futuro . Ministério da Educação – Brasil

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: